Por

MARCOS ROBERTO
DE MORAES

CULTURA

Reconhecimento de uma cultura

Olho

Na última segunda-feira, dia 11 de abril, o plenário da Assembleia Legislativa de Goiás foi palco de justa homenagem àqueles que introduziram e ajudaram a difundir o movimento Hip Hop no estado de Goiás. A iniciativa de reunir vários nomes deste movimento partiu da Deputada Estadual Delegada Adriana Accorsi, que entregou certificados pela contribuição e valorização da cultura para 170 precursores do Hip Hop goiano.

 

A cerimônia reuniu vários grupos que, desde o início da década de 80, inclusive com larga participação em projetos sociais, ajudaram a propagar os elementos base do Hip Hop: o rap (ritmo e poesia), o DJ, o break dance (dança praticado pelos b-boys e b-girls) e a arte do grafite.

 

Sou um parágrafo. Clique aqui para adicionar e editar seu próprio texto. É fácil.

Willian Rodrigues dos Santos, conhecido como Dj Fox, afirmou que “o movimento hip hop existe por aqui desde a década de 80, finalzinho de 70… E até então o poder público não tinha oferecido voz e vez pra esse pessoal. Não tinha feito esse reconhecimento a nível institucional para com o movimento hip hop. Pelo que eu sei, apenas dois estados brasileiros fizeram isso que foi uma sessão solene em homenagem e reconhecimento aos veteranos desse movimento, tanto para o movimento hip hop, como para os dançarinos de funk music, aos Dj’s e às equipes de som que começaram a tocar esse tipo de música nos bailes.”

 

Após a entrega dos certificados e antes de encerrar a sessão especial, a Deputada Estadual Delegada Adriana Accorsi salientou a importância do movimento Hip Hop para a formação da juventude goiana e garantiu o seu engajamento junto aos segmentos públicos de Cultura, para que o rap, o DJ, o break dance e a arte do grafite também tenham sua luz e vez junto aos equipamentos de cultura públicos.

 

A sessão de homenagem foi aberta pela deputada Delegada Adriana Accorsi às 20h30, juntamente com outros membros que compuseram a mesa diretiva dos trabalhos: o comandante-geral da Guarda Civil Metropolitana, Elton Ribeiro Magalhães, que representou o prefeito de Goiânia Paulo Garcia; o representante do Ministério da Cultura na Região Centro-Oeste, Wilmar Ferraz; o assessor parlamentar Wanderlei Correto, representando o senador Wilder Morais; um dos fundadores do movimentos hip hop no Estado de Goiás, Teodoro Cruz (TC Eletro Rock).

 

Sou um parágrafo. Clique aqui para adicionar e editar seu próprio texto. É fácil.

Confira também

© 2015-2016. Criado por Vinicius de Morais Pontes, sob orientação do profº Nilton José dos Reis Rocha. FIC/UFG.