Por

TANDARA LORRAYNE

ESPORTE

Torcedor...

Como definir essa palavra carregada de emoções e ao mesmo tempo abstrata?

 

Há quem diga que o torcedor já não tem mais o mesmo valor de antigamente, que uma torcida grande e apaixonada não é suficiente pra manter um clube de futebol.

 

E que sem patrocinadores seria impossível o futebol ter se tornado esse negócio bilionário que é hoje. 
 

Em parte pode até ser verdade, mas será que sem torcida alguém iria investir tanto dinheiro em futebol?
 

Sinceramente, não!

 

Porque você caro torcedor é a alma do negócio, sem você nada disso faria sentido.
 

O que seria do futebol sem essas milhares de pessoas na mesma vibração; cantando, gritando...

 

Às vezes sofrendo, chorando, mais sempre explodindo de emoção a cada gol marcado.
 

E porque torcer?
 

Não se sabe, simplesmente ama-se futebol - salvo raras exceções - e esse é o grande mistério desse sentimento, que move e faz esquecer-se dos problemas durante 90 minutos.
 

E quem não tem uma história pra contar daquele jogo da sua vida, daquela final de 1900 e bolinha, daquele gol aos 45 do segundo tempo...
 

Ah, esse ser supersticioso...

 

Por vezes super confiante, ás vezes desacreditado; mas sempre ali torcendo, cada um do seu jeito.

 

E essa paixão que une milhares de pessoas independentemente da cor, religião, classe social, não importa estão todos ali unidos por um só objetivo a vitória.
 

Por isso torcedor cante, grite, se emocione, vibre com seu time do coração, seja no estádio, no sofá da sala ou até ouvindo o jogo pelo rádio.

 

O importante é torcer, torcer em paz, porque o futebol depende da sua paixão. Você o torna um espetáculo.

 

Confira também

© 2015-2016. Criado por Vinicius de Morais Pontes, sob orientação do profº Nilton José dos Reis Rocha. FIC/UFG.