Pôquer cresce no Brasil, um breve resumo

Por

SAMIH
MIKHAIL HANNA
ZAKZAK
NETO

ESPORTE

Desde a proibição dos jogos de azar no Brasil  em 1946 , pelo decreto-lei 9.215 , há de se associar que quaisquer jogos envolvendo cartas são proibidos no país,  o que, para alguns se trata de um equívoco oriundo do preconceito com um esporte que mais cresceu nos últimos anos: o pôquer. Esporte desde 2012,  após ter sido cadastrado junto ao Ministério dos Esportes no Brasil, embora pouco se fala sobre o assunto.

 

Após a explosão do pôquer há pouco mais de uma década , que veio junto com a vitória do, até então, amador Christopher Bryan Moneymaker no evento principal do WSOP (World Series ofPoker), que é a maior competição desse esporte no mundo. Tal vitória permitiu a ascensão meteórica desse esporte, a que aderiu uma grande quantidade de jogadores que corriam atrás das enormes premiações em dinheiro.

 

No Brasil, essa popularidade também se manifestou, levando inúmeros brasileiros a tentar a sorte pelos mais variados torneios pelo mundo, até mesmo dentro de seu próprio país. Neste sentido, a maior contribuição  neste sentido veio  a vitória de Alexandre Gomes em um dos eventos do WSOP - 2008, dando ao país seu primeiro campeão mundial na modalidade.

 

Mas a história deste esporte ainda está repleta de mais alguns marcos,  a exemplo docadastramento como esporte, em 2012, e a formação de mais dois campeões mundiais, No entanto, mas o que pode definir a sua existência no país começou na última semana de março: a audiência pública para a regulamentação dos famosos jogos de habilidade, âmbito que inclui  também o xadrez, damas,  os eletrônicos, bridge e o próprio pôquer.

 

Agora, para que tal marco se crave como um dos pilares do pôquer no país, resta aguardar a entrega e a votação do relatório para que a regulamentação ,do tão questionado pôquer e dos outros jogos de habilidade, seja efetuada.

Confira também

© 2015-2016. Criado por Vinicius de Morais Pontes, sob orientação do profº Nilton José dos Reis Rocha. FIC/UFG.