Fotografia Contemporânea:

do autorretrato às selfies

Por Belvice Sthephine, Jordan Viana, Maria Fernanda,
Maria Paula, Yanca Cristina e Yandria Rayellen.
Montagem

Editado por Yanca Cristina.

       O modo de fazer fotografia tem se modificado ao longo dos anos. Desde o surgimento do autorretrato ao que conhecemos hoje como selfies, muitos aspectos sociais e artísticos foram intensificados e promoveram mudanças drásticas no modo como a imagem é vista e produzida. Quando pensamos na fotografia contemporânea, é imprescindível a discussão de como o ato de retratar a si mesmo tem influenciado os meios de comunicação.   

      Desse modo, buscamos fazer uma análise a partir do surgimento do autorretrato até o momento atual para refletir sobre o papel da selfie no modo como nos enxergamos. Levando em consideração a ascensão das redes sociais e da geração dos “likes”, iremos trabalhar a forma como auto fotografar se tornou uma reprodução de padrões sociais e estéticos.

      Em quatro postagens, de início apresentaremos o contexto histórico por detrás dos primeiros autorretratos produzidos à primeira selfie registrada pelas mãos de Robert Cornelius em 1839. Posteriormente, será discutida a influência estética presente na fotografia contemporânea, bem como a popularização dessa forma de se expressar devido às inúmeras inovações tecnológicas, o que intensificou a disseminação de estereótipos através das constantes fotos publicadas nas redes sociais.

Confira as postagens